Jaraguá

Código: Z35ZGJC3R
R$ 249,00
até 12x de R$ 25,00
Comprar Estoque: Disponível
    • 1x de R$ 249,00 sem juros
    • 2x de R$ 127,49
    • 3x de R$ 86,98
    • 4x de R$ 66,71
    • 5x de R$ 54,35
    • 6x de R$ 45,94
    • 7x de R$ 39,95
    • 8x de R$ 35,45
    • 9x de R$ 31,96
    • 10x de R$ 29,17
    • 11x de R$ 26,89
    • 12x de R$ 25,00
  • R$ 249,00 Boleto Bancário
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

Ademilson é filho do grande mestre Eudócio (Manuel) que faleceu em 13 de fevereiro de 2016, aos 85 anos, porém seu legado permanece firme e forte. Através do barro, as peças de Ademilson são conhecidas em todo Brasil e também no exterior. No entanto, o maior orgulho da vida dele é dar continuidade ao trabalho que foi iniciado pelo pai.  

Considerado o último discípulo do Mestre Vitalino, Manuel Eudócio Rodrigues foi um dos maiores artistas da arte popular de sua época. Nascido em 1931, foi criado durante toda sua vida no município do Alto do Moura, em Caruaru, Agreste de Pernambuco. Seu primeiro contato com o barro se deu ainda na infância, junto dos seus familiares, que confeccionavam peças utilitárias, como panelas, potes e jarros. Ele, porém, modelava o barro para fazer seus próprios brinquedos.  

Um dos maiores marcos na vida do Mestre Manuel Eudócio foi em 1948, ano em que conheceu o famoso Mestre Vitalino. Juntos com Zé do Caboclo, os três começaram a produzir esculturas em barro natural. Manuel sempre gostou de retratar em suas criações a cultura popular nordestina, como os cangaceiros, Lampião e Maria e Bonita, o casamento na roça e outros, mas nunca escondeu a sua verdadeira paixão: os bois. Eles, sem dúvida, se tornaram o verdadeiro ícone de sua carreira.  

“Gosto de focar bem na cultura, na tradição, naquilo que era dele, que ele criou e que ele mais gostava de fazer. Isso me inspira e me deixa com ainda mais vontade de trabalhar. Tenho minhas próprias criações, mas nunca fujo das nossas raízes, daquilo que é nosso. Trabalhamos em cima disso”, alega Ademilson.  

As peças de Eudócio, e hoje as dos seus filhos, depois de manipuladas são queimadas em um forno. Por fim, são decoradas com tinha óleo, brilhosa ou fosca. Ainda em vida, o trabalho do mestre ficou conhecido em todo Brasil, principalmente no Rio de Janeiro, São Paulo e Bahia, além, claro, de Pernambuco. No exterior, ele teve suas peças na Alemanha, França, Portugal e Estados Unidos.  

O reconhecimento de Eudócio foi tão grande que sua peça “Família de Retirantes” foi presenteada ao Papa Bento XVI pelo ex-presidente Lula. No ano de 2005, ele foi homenageado na Sala do Artista Popular do Museu do Folclore do Rio de Janeiro com a exposição “Manuel Eudócio – Patrimônio Vivo”, e também recebeu uma justa homenagem na Feira Brasileira de Artesanato (Febrarte), no Recife.  

Especificações técnicas:
Material: Cerâmica
Medidas: 29cm x 7cm x 7cm (Altura x Largura x Profundidade)
Peso: 0,468 g
Artista: Ademilson Eudócio 

R$ 249,00
até 12x de R$ 25,00
Comprar Estoque: Disponível
Pague com
  • PagHiper
Selos
  • Site Seguro

Loja Oca - CPF: 044.323.564-30 © Todos os direitos reservados. 2019